sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Saiba o que é Bennu, o ‘asteroide do fim do mundo’

A chance de que o corpo celeste atinja a Terra daqui a 150 anos é de 1 em 2.500 - bastante remota, portanto. Em setembro, a Nasa envia missão para estudá-lo.

Resultado de imagem para bennu
Ele é uma rocha de 492 metros de diâmetro e, a cada seis anos, cruza a órbita do nosso planeta. Segundo cálculos dos astrônomos, o asteroide Bennu tem 1 chance em 2.500 de colidir com a Terra no século XXII, em 2135. Ou seja, é muito remota a possibilidade de que esse seja o asteroide responsável pelo fim do mundo, como alguns o têm chamado. Mas a colisão, pouco possível, é uma das razões por que a Nasa está enviando a sonda OSIRIS-Rex, no início de setembro, até ele. É a primeira missão espacial da Nasa que irá visitar um asteroide, colher amostras e voltar para a Terra.
Leia mais (clique)
Fonte: Veja

sábado, 23 de julho de 2016

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Por que as abelhas estão morrendo?



Abelhas de várias espécies estão desaparecendo misteriosamente e os cientistas não sabem por quê.

O desaparecimento de abelhas de várias espécies vem preocupando pesquisadores no mundo todo. O fenômeno tem forte impacto na produção agrícola e na segurança alimentar, pois leva ao aumento do custo dos alimentos e ameaça a viabilidade de culturas. 

Prestadoras de inestimáveis serviços ambientais, as abelhas respondem pela polinização de 71 dos 100 tipos de colheita que alimentam e vestem a humanidade, segundo relatório da ONU de 2010. 

O declínio da população de abelhas foi notado nos EUA em 2006, e denominado Colony Collapse Disorder (Desordem de Colapso da Colônia). Desde então, atingiu toda a América, regiões da Europa, o Oriente Médio e a Ásia.  
Continue lendo (clique)
Fonte: Blog Muito Além 2013

quinta-feira, 26 de março de 2015

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Na "linha de tiro" da Terra.

Cientistas alertam para asteroides e dizem que Terra está na 'linha de tiro'

  • 5 dezembro 2014
Foto: Thinkstock
Cientistas alertam para catástrofe global em caso de colisão
Um grupo de mais de 100 cientistas, astronautas e líderes empresariais pede às autoridades o desenvolvimento de um sistema de monitoramento e destruição de asteroides que coloquem em risco a vida no planeta Terra.
Reunidos em um evento no Museu de Ciência de Londres para lançar o Dia do Asteroide, a ser celebrado a partir de 2015, os cientistas alertaram para o "catastrófico" risco de um impacto.
Fonte:http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2014/12/141205_asteroides_protege_rp?SThisFB